Como emagrecer com saúde?

Emagrecer é a meta de muita gente, especialmente numa época em que o ganho excessivo de peso é um desafio a ser encarado. Tal cenário se justifica pelo péssimo estilo de vida da população, adepta do sedentarismo e de uma má alimentação, muitas vezes rica em açúcar, o que fez com que, em 2014, a população brasileira acima do peso atingisse a espantosa marca de 52,6%; oito anos antes, a marca era de 43%.

Em busca da boa forma, muitas pessoas adotam métodos questionáveis de emagrecimento e que se popularizaram, mas que não se dão de forma saudável. Em vista disso e da necessidade de controlar o aumento de peso da população, os médicos têm se dedicado em acompanhar pessoas focadas na perda de peso de forma prudente, respeitando os limites do corpo, adotando métodos mais eficazes e, ao mesmo tempo, verdadeiramente seguros.

Os riscos do aumento do peso

É importante enfatizar que a perda de peso vai muito além da questão estética. É uma questão de saúde pública, uma vez que pode representar um risco real e que pode resultar em hipertensão, diabetes e outras doenças crônicas. É por esta razão que o acompanhamento médico se faz tão necessário, uma vez que é feito um mapeamento geral das condições em que o paciente se encontra, leva-se em consideração doenças de base que ele, porventura, já tenha e, a partir de então, estabelecer o treinamento físico adequado para o seu perfil. Aliado a isso, a adoção de um estilo de vida saudável ajudará no processo que irá culminar em uma perda de peso consciente, calculada e duradoura.

A prevenção deve começar cedo

Se antes os cuidados com a saúde começavam em idades avançadas, hoje, devido ao sobrepeso da população jovem, ao grande índice de pessoas com idade entre 18 e 24 anos apresentando quadro de colesterol alto e com péssimos estilos de vida. O resultado? Uma maior incidência de AVE (Acidente Vascular Encefálico) e de doenças cardiovasculares, entre outras. Quanto mais cedo essa prevenção começar, isto é, quanto antes for feito o controle do peso corporal, melhor.

Permanecer magro deve ser a meta

Mais desafiador do que perder peso é manter-se magro e nisso, o compromisso do paciente com a mudança de hábitos é fundamental para fazer a diferença em todo o processo de emagrecimento. Uma alimentação regrada e a prática de exercícios físicos, aliados e adaptados à realidade de cada paciente, trazem resultados satisfatórios, no entanto para isso aconteça, é indispensável o acompanhamento de um profissional capacitado, isto é, apto a elaborar um programa específico e de acordo com o perfil de cada paciente.

E você, está disposto a seguir um estilo de vida saudável, mas não sabe por onde começar? Nós temos a dica de um primeiro passo: entre em contato conosco para que possamos avaliar o seu caso e elaborar um programa específico para você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *