Por que Microagulhamento é uma boa opção?

O microagulhamento, técnica que consiste em fazer microlesões na pele a fim de estimular a produção de colágeno, é indicada para vários casos, entre eles, para o tratamento de estrias, rugas, flacidez e, entre outros problemas, para frear o processo de envelhecimento. Hoje, é um dos mais populares e mais eficazes procedimentos de restauração facial adotados por especialistas do ramo.

A melhora na pele de quem se submete ao tratamento impressiona. Isso se deve ao aumento dos níveis de colágeno e elastina, cerca de 60 a 80%, que dão firmeza e sustentação à área tratada. A eficácia do microagulhamento é tão grande, que após a primeira sessão já é possível obter um resultado muito animador. Prova disso é a uniformidade que a pele ganha, o que a deixa livre das depressões provocadas por problemas como a acne, por exemplo.

Como é feito o procedimento?

Conforme sugere o nome, microagulhas são as responsáveis por levar à área tratada essas substâncias indispensáveis para mantê-la jovem. Ao fazerem microperfurações, elas estimulam a produção de colágeno e elastina que, por sua vez, dão origem a tecidos novos e saudáveis. É dessa maneira que se dá o rejuvenescimento da pele.

Como age em peles envelhecidas?

Ao dar acesso, na pele, aos ingredientes indispensáveis tanto pela nutrição quanto pelo estímulo à produção de colágeno, o microagulhamento permite que ocorra uma penetração ainda maior das substâncias. Assim, camadas mais profundas e que provocam o envelhecimento são atingidas. É essa propriedade, isto é, essa capacidade de atingir tais camadas que torna viável a restauração. Peles hiperpigmentadas também se beneficiam disso, uma vez que suas células se encontram em camadas mais afastadas da superfície.

Quantas sessões são necessárias?

Esse número varia de pessoa para pessoa. Depende muito também da área tratada e do quão danificada ela está. De um modo geral, no entanto, três sessões são suficientes para gerar um resultado mais do que satisfatório. Em casos mais severos, esse número tende a pular para cinco, no máximo. É importante ressaltar que essa variação depende da resposta que a pele dá ao estímulo provocado durante o tratamento.

Não é a toa que o microagulhamento é o procedimento mais procurado por aqueles que desejam restaurar a pele. Sua eficácia aliada à sua simplicidade atraem pessoas que entendem a importância da produção de colágeno e que sabem que a renovação, sobretudo da pele da face, é possível.

Quer conhecer melhor o microagulhamento e o que faz dele a melhor opção em seu segmento? Clique em fale conosco e agende uma avaliação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *